Franquia de limpeza de sofá cresce 10 vezes em 6 anos e planeja abrir 8 unidades fora do país

O empresário Fritz Paixão diz que trabalhar com limpeza de estofados nunca foi o sonho da sua vida, mas que abraçou a oportunidade quando surgiu. Criada em 2015 em um estacionamento de um condomínio em Salvador, a CleanNew é uma rede de franquias especializada em higienização e blindagem de estofados.

A expectativa do empresário é aumentar o faturamento em 25%, chegando a R$ 25 milhões ao final deste ano, e ampliar a atuação em território nacional e internacional. Hoje, a CleanNew tem 38 unidades espalhadas em 22 estados brasileiros e opera em três países no exterior – Argentina, Colômbia e Estados Unidos.

Como a empresa surgiu? Paixão se formou em fisioterapia, trabalhou com piscicultura (cultivo de peixes) e como apresentador de um programa de TV antes de enveredar pelo caminho da higienização de estofados. Na época do início do negócio, Paixão ia se casar e queria comprar um apartamento para a nova fase da vida, mas não tinha dinheiro para isso.

Apostou na lavagem de carros dentro de condomínios de luxo em Salvador para conseguir uma renda maior e, com o passar do tempo, os clientes começaram a pedir para que a empresa fizesse o mesmo serviço nos estofados dentro de casa. “Investi no maquinário necessário e os próprios clientes começaram a fazer indicações. Eu vi que o modelo de negócios estava pronto e foquei no ramo residencial”, afirma o empresário.

Durante o dia, os funcionários da empresa faziam a higienização dos estofados e, à noite, lavavam carros. A alta demanda tornou insustentável manter as duas vertentes do negócio e Paixão precisou escolher qual caminho seguir. A decisão foi fácil, tomada com base na calculadora: ganhava R$ 250 com a lavagem de 10 carros, o mesmo valor que lucrava em uma hora lavando um sofá .

Qual o diferencial da CleanNew para Paixão? A blindagem é um processo de impermeabilização criado pela companhia. Além da técnica desenvolvida pela empresa, os franqueados utilizam um produto próprio que não é comercializado pelo mercado.

Quem pode ser um franqueado? Qualquer pessoa que tenha interesse pela área. Paixão diz que o custo da franquia varia de R$ 44 mil a R$ 140 mil, dependendo do tamanho da cidade – cidades menores têm custo menor. O valor inclui os produtos iniciais, equipamentos e a taxa de franquia.

“Meu objetivo dentro da empresa é transformar a vida dos nossos investidores. Hoje não procuramos apenas franqueados que têm capital, nós gostamos de histórias, de pessoas que querem enfrentar o desafio”, afirma o empresário.

O custo para as unidades internacionais varia de US$ 50 mil a US$ 250 mil, dependendo da região.

Qual a expectativa de faturamento para este ano? Em 2015, ano em que a empresa foi fundada, o faturamento foi de R$ 150 mil. No ano seguinte, quando a CleanNew adotou o sistema de franquias, passou para R$ 2,5 milhões. Para 2021, a meta é chegar a R$ 25 milhões.

Estratégias de expansão
Até o final do ano, Paixão quer 50 unidades abertas no Brasil, além de investir em estratégias de internacionalização da marca.

A empresa vai abrir pelo menos 8 novas franquias no exterior, que já estão negociadas: duas nos Estados Unidos (em Orlando e Boca Raton), três na Colômbia (em Barranquilla, Cali e Medellín) e três na Espanha (em Madri, Maiorca e Barcelona). O objetivo é chegar a 20 novas unidades abertas no exterior até o final do ano. A Itália é um dos países que está em negociação.

Para o empresário, a internacionalização foi fundamental para dar mais credibilidade à marca. Hoje, as franquias no exterior possuem algumas características próprias para se adequarem à realidade dos países em que estão, seja com mudanças na forma de oferecer o serviço ou relacionada a questões jurídicas da empresa.

Fonte: 6minutos.uol.com.br

Rolar para cima